Governo destaca «esforço sério de convergência» dos programas olímpico e paralímpico - XXI Governo - República Portuguesa

Notícias

2018-03-12 às 17h53

Governo destaca «esforço sério de convergência» dos programas olímpico e paralímpico

Ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, na apresentação dos programas de preparação olímpico e paralímpico para Tóquio-2020, Oeiras, 12 março 2018 (Foto: António Cotrim/Lusa)
O Ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, com a tutela do desporto, destacou o «esforço sério de convergência» que o Governo fez nos programas de preparação olímpico e paralímpico para Tóquio-2020.

Em Oeiras, na cerimónia de lançamento dos programas que foi presidida pelo Primeiro-Ministro António Costa, o Ministro referiu que foram alocados, «de forma significativa, mais meios» para a preparação dos Jogos Olímpicos e dos Jogos Paralímpicos no Japão, daqui a dois anos.

Os programas preveem 18,5 milhões de euros para a preparação olímpica, mais dois milhões do que no Rio de Janeiro, e 6,9 milhões de euros para os paralímpicos, em contraste com os 3,8 para o evento de 2016 - num total de 25,4 milhões de euros.

Tiago Brandão Rodrigues realçou ainda que haverá «mais recursos para os comités, aumentando o apoio para federações e para os atletas, com um olhar atento e real para os treinadores, com benefícios reais nas suas bolsas, e ainda para todos aqueles que são docentes no sistema de ensino em Portugal, com uma redução significativa na componente letiva».

O Ministro referiu a importância do desporto na formação da personalidade, na saúde e como «potente motor de inclusão e coesão sociais», sublinhando o objetivo de «trazer cada vez mais e cada vez mais cedo os valores e as práticas do desporto» para as crianças.

«Procurámos dotar as nossas escolas com os saberes, os meios e as experiências necessárias para que consigamos, entre todos, uma forte cultura desportiva», disse.

Tiago Brandão Rodrigues sublinhou a importância de Rosa Mota na promoção da igualdade e na disseminação da ideia de que as mulheres assumem um papel central no desporto e acrescentou que o Governo quis «criar as melhores condições para que o caminho de Tóquio pudesse ser bem conseguido».

«Fizemo-lo com a confiança que só se pode ter quando se acredita que estamos no caminho certo», disse.

Durante a sua intervenção, o Ministro passou ainda em revista alguns momentos de glória do olimpismo e paralimpismo nacionais, tendo evocado e destacado o esforço, o empenho e a dedicação de vários atletas.
Tags:
desporto
Áreas:
Educação