Governo destaca criação de mais 300 postos de trabalho em Felgueiras - XXI Governo - República Portuguesa

Notícias

2018-11-07 às 17h35

Governo destaca criação de mais 300 postos de trabalho em Felgueiras

Ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, na cerimónia de assinatura de um acordo entre a Infraestruturas de Portugal e o município de Felgueiras, Felgueiras, 7 novembro 2018
O Ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, afirmou que o Portugal 2020 já aprovou 55 milhões de euros em candidaturas de projetos de inovação para o concelho de Felgueiras que vão criar «mais 300 postos de trabalho».

Na cerimónia de assinatura de um acordo entre a Infraestruturas de Portugal e o município do distrito do Porto para a construção de uma variante entre a zona industrial de Cabeça da Porca à A42, Pedro Marques sublinhou o facto de o concelho continuar «a acreditar no futuro, a criar emprego e a criar novos investimentos».

Entre as candidaturas aprovadas, Pedro Marques destacou uma de grande dimensão, avaliada em 20 milhões de euros, e que não será no setor do calçado, promovendo a diversificação da base económica de Felgueiras.

A futura variante contempla um investimento de oito milhões de euros, terá uma extensão de cerca de cinco quilómetros e permitirá retirar milhares de viaturas do centro da cidade, aproximando a zona industrial da autoestrada.

Nova estrada em terras de Basto

O Ministro do Planeamento e das Infraestruturas visitou ainda as obras em curso para a construção de uma nova ligação rodoviária da Zona Industrial de Mondim de Basto à EN210, em Celorico de Basto.

O atual traçado é fortemente condicionado pela morfologia acidentada do terreno, ocupação dispersa e sobretudo pela cota de nível de pleno armazenamento da futura albufeira da Barragem do Fridão.

A concretização desta nova ligação, prevista para o primeiro trimestre de 2020, irá encurtar a extensão do atual trajeto, de 8,6 quilómetros para 3,7 quilómetros, e permitir a redução do tempo de percurso em 15 minutos em condições de segurança reforçadas, passando dos atuais 20 minutos para apenas cinco minutos.

Estas obras integram o Programa de Valorização das Áreas Empresariais (PVAE), que tem como objetivos reforçar a competitividade das empresas, potenciar a criação de emprego e aumentar as exportações.

No âmbito deste programa, está a ser desenvolvido um conjunto de projetos de melhoria das acessibilidades rodoviárias, representando investimento global estimado em cerca de 102 milhões de euros a concretizar de norte a sul do País.