Saltar para conteúdo

Notícias

2019-02-11 às 15h43

Estruturas do euro «são muito mais fortes do que eram antes da crise»

Ministro das Finanças e Presidente do Eurogrupo, Mário Centeno, na declaração após reunião do Eurogrupo, Bruxelas, 11 fevereiro 2019
O Ministro das Finanças e presidente do Eurogrupo, Mário Centeno, atribuiu a previsão de desaceleração do crescimento da economia europeia, feita pelos serviços da Comissão Europeia, «aos riscos políticos acumulados na Europa, em particular os que estão relacionados com o Brexit, e às tensões comerciais» no mundo.

O Ministro, que fez esta declaração à entrada para a reunião do Eurogrupo, em Bruxelas, sublinhou que esta desaceleração tem agora menos riscos que no passado, porque «hoje as estruturas na área do euro são muito mais fortes do que eram antes da crise» de 2008.

Mário Centeno disse ainda que a zona euro fez «inúmeras reformas e sabemos que podemos melhorar bastante e devemos fazê-lo», de forma a robustecer os mecanismos da moeda única para reduzir o impacto das flutuações económicas.