Desporto é um motor de inclusão e igualdade, mas também fator de inovação e desenvolvimento - XXI Governo - República Portuguesa

Notícias

2018-03-12 às 18h06

Desporto é um motor de inclusão e igualdade, mas também fator de inovação e desenvolvimento

Desporto é motor de inclusão e igualdade, fator de inovação e desenvolvimento
Primeiro-Ministro António Costa e Ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, na cerimónia de apresentação dos programas de preparação olímpica e paralímpica, Oeiras, 12 março 2018 (Foto: António Cotrim/Lusa)
O Primeiro-Ministro António Costa afirmou que «o movimento olímpico e paralímpico tem de conter desde logo uma mensagem muito forte de igualdade e inclusão, que se dirija a todas e a todos».

Na cerimónia de apresentação pública dos programas de preparação olímpica e paralímpica para Tóquio-2020, em Oeiras, o Primeiro-Ministro afirmou que o Governo quis «arrancar com este ciclo simultaneamente com o Comité Olímpico de Portugal e o Comité Paralímpico de Portugal para que os atletas o possam também viver em conjunto».

António Costa recordou a medalha de prata de Armando Marques no fosso olímpico em 1976, a primeira de que se lembra, e realçou que Portugal começou a ter outra exigência e capacidade de vencer com as gerações de Carlos Lopes e Rosa Mota.

«Abriu-se uma nova geração. Pudemos começar por vencer nas provas de fundo e depois também nas provas técnicas, nos desportos náuticos, no tapete de judo e também nas provas paralímpicas, que mostra a capacidade do desporto para ser o motor da inclusão», disse.

O Primeiro-Ministro disse ainda que o desafio de superação individual contido no lema olímpico – mais rápido, mais alto e mais forte – pode ser aplicado também por todos «no conjunto da sociedade».

«Desejo a todos aqueles que se vão bater para estar presentes em Tóquio em 2020 a maior felicidade», disse também na cerimónia em que também discursou o Ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues.

Desporto também fomenta a inovação e o desenvolvimento da economia

O Primeiro-Ministro António Costa afirmou ainda que o desporto serve também como um motor do conhecimento e permite o fomento da inovação e o desenvolvimento da economia.

«Não é só um motor de inclusão nem só um fator de representação do País e de projeção internacional, é também um motor do conhecimento», disse António Costa, fazendo referência aos vários centros de investigação que estudam melhor o corpo e a mente humanas e que permitem a melhoria do rendimento dos atletas mas também da saúde de todos.

O Primeiro-Ministro salientou ainda que o desporto «também fomenta a inovação», dando o exemplo de empresas e start-ups que estão a «inovar a partir do desporto» nos materiais, equipamentos ou tratamento de dados, e «ajuda a economia do País a desenvolver-se bastante mais».