Intervenção do Ministro da Defesa Nacional por ocasião da receção aos alunos bolseiros dos Países de Língua Oficial Portuguesa - XXI Governo - República Portuguesa

Intervenções

2018-02-27 às 18h59

Intervenção do Ministro da Defesa Nacional por ocasião da receção aos alunos bolseiros dos Países de Língua Oficial Portuguesa

Permitam que comece, naturalmente, por saudar e dar as boas-vindas aos 73 Alunos que se encontram em formação em Portugal, ao abrigo dos Acordos de Cooperação no Domínio da Defesa ou no Domínio Militar. Têm as mais diversas proveniências, geográficas: vêm de Angola e de Cabo Verde, da Guiné Bissau e de Timor Leste, de Moçambique e de São Tomé e Príncipe; e frequentam os mais diversos níveis e estabelecimentos de Ensino: do Vestibular na Academia Militar, ao Curso de Defesa Nacional no Instituto da Defesa Nacional; do Curso de Promoção a Oficial General no Instituto Universitário Militar, ao Curso de Operações Especiais no Centro de Tropas de Operações Especiais e ao Curso de Promoção a Capitão na Escola das Armas. A maior parte deles já se encontrava em formação no nosso País.

Com efeito, a colaboração de Portugal na formação das elites militares e também das bases dos respetivos aparelhos militares data, como V. Exas bem sabem, da década de 80. E é já sensível, portanto, o contributo de Portugal para a modernização e transformação das Forças Armadas dos PALOP e Timor-Leste em forças apartidárias, garantes essenciais de instituições democráticas e vetores de desenvolvimento e coesão nacionais.

Leia a intervenção completa em anexo.