Intervenção do Ministro da Defesa Nacional no 43.º aniversário do estatuto do deficiente das Forças Armadas - XXI Governo - República Portuguesa

Intervenções

2019-01-21 às 18h40

Intervenção do Ministro da Defesa Nacional no 43.º aniversário do estatuto do deficiente das Forças Armadas

A publicação do DL 43/76, que esta cerimónia evoca, foi um marco indelével no caminho para o reconhecimento do estatuto dos Deficientes das Forças Armadas e para a definição de mecanismos de apoio e de compensação. 

Este passo iniciou o longo percurso de integração plena na sociedade portuguesa e de valorização do contributo que os Deficientes das Forças Armadas deram ao país. 

Mas como em todos os percursos, o caminho nem sempre é linear, nem sempre é progressivo. Por vezes há obstáculos, por vezes há retrocessos e por vezes surgem novas necessidades. 

Este é o caso da atual situação dos Deficientes das Forças Armadas. 

O DL 43/76 permitiu dar uma resposta há muito devida aos combatentes da Guerra Colonial. 

Mas ao longo destas décadas de democracia, outros antigos combatentes e outros deficientes das Forças Armadas surgiram. As famílias destes militares suportam, também, um peso imenso no apoio às suas condicionantes. A todos estes, o apoio continua devido.

Leia a intervenção na íntegra