Intervenção do Ministro da Defesa Nacional na visita às instalações da Delegação do Porto da Associação dos Deficientes das Forças Armadas - XXI Governo - República Portuguesa

Intervenções

2017-11-06 às 16h36

Intervenção do Ministro da Defesa Nacional na visita às instalações da Delegação do Porto da Associação dos Deficientes das Forças Armadas

Vou começar por uma palavra que não tem a ver com a ADFA, e vou aproveitar a presença do General Pereira de Melo, que nesta mesa representa o Exército, para lhe dizer muito brevemente o seguinte: o Exército atravessa momentos em que está a ser objeto de ataques ou de críticas e eu queria deixar uma palavra pública de reconhecimento ao Exército como instituição multissecular. Uma palavra de reconhecimento, porque a força das instituições vê-se, normalmente, nas dificuldades. Senhor General, aqui, não é só o Ministro que lhe fala, é também o cidadão. Creio que o Exército Português pode estar certo que tem ao seu lado a esmagadora maioria dos portugueses e das portuguesas.

Estou aqui com especial gosto, e tendo assumido o compromisso perante o Senhor Abel Fortuna e o Senhor Comendador Arruda era óbvio que não poderia deixar de estar aqui nesta visita à ADFA do Porto. Queria-lhe dizer, Senhor Abel Fortuna, que até levava a mal que, sendo esta uma delegação no Porto da ADFA, que não fosse irreverente e que não fosse polémica. Portanto, acho que está a cumprir o seu dever.

Leia a intervenção completa em anexo.