Saltar para conteúdo

Intervenções

2019-04-11 às 18h43

Intervenção da Secretária de Estado na Cultura na assinatura do protocolo de cedência de quadro de Pieter Bruegel ao Museu Nacional Frei Manuel do Cenáculo

Que bom que é podermos estar aqui, hoje, a assinalar o depósito de uma obra maior da pintura, nas vésperas de darmos a este museu com tanta história o título que merece, de museu nacional.

Não é uma festa de casamento, como a que Pieter Bruegel filho pintou, mas é uma festa da arte, da acessibilidade, da cultura e da colaboração entre várias instituições. Do Novo Banco, que quis que o depósito fosse feito neste museu. Da equipa do Laboratório José de Figueiredo, que dele cuidou e o devolveu no esplendor que lhe é justo. Da Direção-Regional de Cultura do Alentejo, que assegurou que esta obra aqui pudesse ficar. E será agora, de todos os que quiserem vir aprender como pode a pintura continuar a dar vida pública a uma festa privada.

Através deste depósito continuamos, também, uma vontade de descentralizar as condições de visibilidade das coleções de arte à guarda do Estado. Hoje em Évora, como há duas semanas em Beja, e ao longo do último ano em 19 museus nacionais, regionais e municipais, o objetivo conjunto do Ministério da Cultura e do Novo Banco tem sido, em estreita colaboração com os municípios e os museus, criar uma rede e de pontos de contacto através da pintura.

Sabemos o quão importante é para as populações a valorização dos equipamentos culturais e o quão fundamental é que essa visibilidade participe de uma noção de rede que não distingue a dimensão geográfica e desafia as noções de centralidade e de proximidade.

Por isso, agora, em Évora, - se mais razões fossem precisas - vai ser possível reclamar uma centralidade que resgata ao tempo e à história da pintura uma linearidade que a liga ao melhor dos melhores pintores da escola flamenga. Manuel do Cenáculo, que sempre se bateu por ter perto de si o que de mais relevante a história da arte produziu, certamente sorriria perante tal desafio às regras.

Muito Obrigada.
Tags: cultura, pintura