Saltar para conteúdo

Intervenções

2019-02-20 às 15h31

Discurso do Primeiro-Ministro no debate da moção de censura ao Governo

A presente moção de censura tem uma e só uma virtualidade, confirmar que a Direita permanece em minoria neste Parlamento e que não dispõe de qualquer alternativa viável de Governo.

Trata-se por isso de um ato falhado contra a solução governativa que PS, BE, PCP e PEV foram capazes de construir em novembro de 2015 e que ainda esta semana o SG da OCDE considerou "ser um modelo muito eficaz, muito interessante", "quase uma exceção na Europa", onde os focos de instabilidade se multiplicam.

A anunciada rejeição da moção de censura reforça assim a nossa credibilidade internacional, que a sustentada redução das taxas de juro expressa e o crescimento do investimento reconhece, mas, sobretudo, é motivo de tranquilidade para os portugueses que veem reafirmada a continuidade da mudança política iniciada há 3 anos e que desejam que possa prosseguir.

Esta moção nada tem, por isso, a ver com a disputa do Governo mas tão só com a medição de forças na oposição. 

Leia a intervenção na íntegra
Tags: parlamento