Debate do Estado da Nação, 12 julho 2017
 
2017-07-13 às 17:38

ESTADO DA NAÇÃO: CINCO INDICADORES QUE MARCAM O ÚLTIMO ANO

No debate do estado da Nação, que decorreu no dia 12 de julho, na Assembleia da República, o Primeiro-Ministro, António Costa, apresentou os «cinco indicadores que marcam o último ano»:

  • Em primeiro lugar, o emprego, «a prioridade das prioridades da nossa política económica», com mais de 175 mil novos postos de trabalho criados desde o início de 2016 e a redução da taxa de desemprego para os 9,5%, «num contexto de aumento da população ativa»;
  • Em segundo lugar, «a decisiva criação de confiança nos agentes económicos», com «a confiança dos consumidores no valor mais alto de sempre e o clima económico a atingir máximos dos últimos 15 anos»;
  • Em terceiro lugar, o investimento, cujo volume - 1.º trimestre de 2017 - teve o maior crescimento homólogo dos últimos 18 anos, sendo que «os indicadores avançados mostram a manutenção ou mesmo a aceleração dos atuais níveis de crescimento»;
  • Em quarto lugar, «o crescimento da economia sustentado no emprego, no investimento e na confiança»: depois da recuperação ao longo de 2016, o Produto Interno Bruto (PIB) atingiu no 1º trimestre de 2017 «o maior crescimento desde o início do século, retomando finalmente a convergência com a zona euro», realçou ainda.
  • Em quinto lugar, António Costa lembrou que, «pela primeira vez nos últimos 10 anos, o País cumpriu as metas orçamentais, registando o défice mais baixo da nossa democracia, e assegurando a saída do procedimento por défice excessivo».

Bons resultados que, como concluiu o Primeiro-Ministro, resultam das «boas políticas que adotámos» e demonstram que «havia mesmo alternativa».

 

Foto: Primeiro-Ministro António Costa no debate do Estado da Nação na Assembleia da República, Lisboa, 12 julho 2017 (Foto: Mário Cruz/Lusa)

  Cinco indicadores que marcam 2016 Tipo: PDF, Peso: 822,09Kb
Tags: primeiro-ministro, orçamento, economia, finanças, zona euro, défice, crescimento, emprego, trabalho, investimento, estado da nação, desemprego

INTERVENÇÕES

DOCUMENTOS

COMUNICADOS

CONTACTOS

Entrar em contacto