Incêndio, 18 junho 2017
 
2017-06-18 às 22:01

PRIMEIRO-MINISTRO APELA A QUE CIDADÃOS CUMPRAM PRONTAMENTE ORDENS DE EVACUAÇÃO

O Primeiro-Ministro António Costa apelou a que todos os cidadãos das áreas afetadas por incêndios que cumpram as ordens das autoridades, nomeadamente as ordens de evacuação, numa declaração feita em Góis, no final de uma visita aos municípios mais afetados por fogos florestais.

«Quero chamar a atenção que a maioria das pessoas que faleceu, e que já estão identificadas, não foram vítimas nos carros, foram vitimadas nas casas, que não tiveram oportunidade de abandonar a tempo», pelo que, «quando as autoridades fazem apelos de evacuação é essencial que sejam cumpridos», afirmou António Costa,

«No conjunto do país temos vários incêndios, mas a situação dramática que se viveu em Pedrogão não tem paralelo, é uma situação única», disse.

«É uma tragédia que teremos de compreender bem no devido momento, tenho confiança na Polícia Judiciária, no Instituto de Medicina Legal e toda a comunidade cientifica portuguesa. O País tem o direito a saber como aconteceu esta tragédia», acrescentou.

António Costa anunciou que irá ser criada na Proteção Civil uma linha para que as pessoas possam dar conta dos desaparecidos, uma vez que a linha até agora criada – número 144 – responde apenas a necessidades de alojamento.

O Primeiro-Ministro sublinhou «a forma única» como os profissionais e os voluntários se têm dedicado «de alma e coração» a proteger pessoas, bens e floresta, o que testemunhou na visita que fez e nos contactos que teve.

«O País partilha todo um imenso sentimento de luto nacional e um grande sentido de unidade, e isso deve-nos regozijar enquanto portugueses», disse, salientando igualmente a grande solidariedade internacional.

O incêndio começou no concelho de Pedrógão Grande e alastrou depois aos concelhos vizinhos de Figueiró dos Vinhos e Castanheira de Pera, no distrito de Leiria, tendo causado seis dezenas de mortos e seis dezenas de feridos.

O Governo decretou três dias de luto nacional, tendo também criado quatro centros de Segurança Social na região e adiado os exames dos alunos que moram nos concelhos afetados por este incêndio.

 

Foto: Primeiro-Ministro António Costa conforta uma cidadã na zona afetada pelo incêncdio de Pedrógão Grande, 18 maio 2017

Tags: primeiro-ministro, incêndios

INTERVENÇÕES

DOCUMENTOS

COMUNICADOS

CONTACTOS

Entrar em contacto