Assembleia da República, 12 julho 2017
 
2017-07-12 às 18:12

CELEBRAR OS 40 ANOS DO SNS DEMONSTRANDO QUE HÁ ALTERNATIVAS À AUSTERIDADE TAMBÉM NA SAÚDE

O Ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, afirmou que «o maior desafio é chegar a 2019, quando se celebrará o 40.º aniversário do Serviço Nacional de Saúde (SNS), demonstrando que é possível alternativa» às políticas de austeridade também neste setor.

Estas declarações foram feitas no debate do estado da Nação, na Assembleia da República.

Num balanço ao último ano de governação, o Ministro acrescentou que «o SNS centrou as suas prioridades nas pessoas, garantindo mais e melhor acesso» dos cidadãos à Saúde.

Combate às desigualdades

«Como referiu recentemente o relatório da primavera, o foco das políticas de saúde é combater as desigualdades», disse Adalberto Campos Fernandes, exemplificando com algumas das principais medidas do Governo já em vigor:

  • Redução das taxas moderadoras;
  • Reforço dos cuidados de proximidade;
  • Introdução de novas áreas de especialidade no SNS, como a psicologia, a saúde oral e a nutrição;
  • Criação de cuidados continuados de saúde mental no SNS;
  • Aprovação de um número recorde de medicamentos inovadores.

O Ministro referiu outras iniciativas do Governo importantes na área da Saúde que também já foram implementadas:

  • Nova lei do tabaco, mais restritiva para os fumadores;
  • Limitação dos produtos alimentares nocivos para a saúde disponíveis nas máquinas de venda automática;
  • Apresentação da campanha nacional para uma alimentação mais saudável.

Investimento nas pessoas

Adalberto Campos Fernandes sublinhou o investimento nas pessoas realizado na área da Saúde: «O Governo já contratou mais de 4 mil profissionais de saúde desde que entrou em funções, nos próximos meses existirão 1200 novos médicos no SNS e desbloqueámos o concurso para a admissão de novos enfermeiros que estava pendente há meses».

«Incentivámos a deslocalização de mais médicos para o interior do País, colocámos um número recorde de médicos aposentados novamente ao serviço do SNS e estancámos a fuga de médicos, quer para o setor privado, quer para o estrangeiro», lembrou ainda o Ministro.

Modernização da Saúde

Na aplicação do programa Simplex ao setor, Adalberto Campos Fernandes realçou a desmaterialização das receitas médicas, a disponibilização ao público de um novo portal do SNS e a substituição da linha Saúde24 por um novo centro de contacto do SNS.

Referindo-se às infraestruturas, o Ministro anunciou que estão em projeto 79 novos centros de saúde para o País e que a modernização dos equipamentos sob a sua tutela é uma prioridade.

 

Foto: Ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, no debate sobre o estado da Nação, Assembleia da República, 12 julho 2017 (Foto: Mário Cruz/Lusa)

Tags: saúde, estado da nação, SNS, medicamentos, taxas moderadoras, infraestruturas, alimentação, médicos, Interior, igualdade, enfermeiros, simplex