Secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Fernando Araújo
 
2017-03-20 às 14:59

CENTROS DE SAÚDE COM MÉDICOS DENTISTAS INTEGRADOS DEVE SER UMA MEDIDA DEFINITIVA

«Iniciámos, no ano passado, com 13 médicos dentistas em centros de saúde, esperamos que, até final do ano, tenhamos mais de 50 integrados e o objetivo é crescer, porque os portugueses precisam muito desta área», afirmou o Secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Fernando Araújo.

Estas declarações foram feitas na data em que se assinala o Dia Mundial da Saúde Oral, na apresentação do alargamento do projeto-piloto de integração de médicos dentistas nos cuidados de saúde primários do Serviço Nacional de Saúde (SNS), em Lisboa.

«Esta integração de médicos dentistas em unidades do SNS deve ser feita de uma forma equilibrada, sustentável e consistente, de que não haja volta atrás», sublinhou o Secretário de Estado.

Isto porque «a integração dos médicos dentistas é para ficar, é para o futuro. O SNS tem de dar uma resposta em termos de saúde oral e certamente que irá dá-la», acrescentou Fernando Araújo.

Desde julho, quando arrancou o projeto-piloto de médicos dentistas nos centros de saúde, quase 6500 doentes foram tratados por estes profissionais.

Tags: saúde, cuidados primários, SNS