Ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues
 
2017-04-04 às 16:04

«QUEREMOS FORTALECER O ENSINO PROFISSIONAL» APOSTANDO EM ÁREAS EM EXPANSÃO

O Ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, afirmou que «há uma aposta forte para alavancar o ensino profissional» pois «neste momento, temos aproximadamente 45% dos nossos estudantes que terminam o secundário» por esta via.

«Queremos é que esse número possa atingir 50%», ou seja, «queremos fortalecer o ensino profissional, tanto no ensino público, como no ensino privado», acrescentou o Ministro, no final de uma visita à escola básica Francisco de Arruda, em Lisboa.

Para atingir este objetivo, o Governo «aumentou o número de vagas para o ensino profissional em 25% no próximo ano letivo», disse Tiago Brandão Rodrigues.

O Ministro referiu que «este aumento também pretende dar resposta a áreas em que existe uma procura muito grande», como «aquelas relacionadas com a Indústria 4.0, a automação ou a informática, a restauração ou o turismo».

Dupla certificação

«A via profissional permite aos alunos uma dupla certificação - académica e profissional - que lhes permite enveredar por uma atividade profissional quando terminam o secundário ou terem acesso pleno ao ensino universitário ou politécnico», sublinhou ainda Tiago Brandão Rodrigues.

O Ministro afirmou que o Governo «está a trabalhar para que o ensino profissional se possa alicerçar como uma reposta capaz a muitos dos estudantes que terminam o ensino básico e que querem procurar nas vias profissionalizantes uma forma de terem a dupla certificação».

Sobre o preconceito que se possa manter relativamente ao ensino profissional, Tiago Brandão Rodrigues lembrou que «tem sido feita uma campanha enorme de sensibilização», de que é exemplo a iniciativa que assinalou o Dia do Ensino Profissional (3 de abril), em que o Governo «juntou 5 mil estudantes no estádio do Jamor, em Oeiras, e onde estiveram presentes encarregados de educação».

Ensino profissional é uma via abrangente

«É importante deixar a mensagem de que o ensino profissional é uma via de ensino capaz, completamente abrangente, e que permite aos alunos várias perspetivas e vias de futuro», realçou o Ministro.

«Por um lado, os alunos podem ir para o ensino superior de forma plena e, por outro lado, podem adquirir qualificações para enfrentarem o mercado de trabalho», reafirmou ainda.

Tiago Brandão Rodrigues referiu que «a estigmatização que acontecia no passado tem vindo a esbater-se de forma positiva e muitos dos pais e reitores das universidades e presidentes dos institutos politécnicos consideram o ensino profissional como uma mais-valia».

E concluiu: «Também os empregadores, a indústria, as empresas e as instituições de ensino superior anfitriãs destes alunos reconhecem a sua bagagem académica e o seu percurso escolar que lhes permite dar resposta a todas as vicissitudes».

Tags: educação, turismo, indústria, alunos, ensino profissional

INTERVENÇÕES

DOCUMENTOS

COMUNICADOS

CONTACTOS

Entrar em contacto