Investimento e exportação, 17 abril 2017
 
2017-04-17 às 10:34

ATRAIR MAIS INVESTIMENTO ESTRANGEIRO PARA CRIAR MAIS VALOR E EMPREGO NO PAÍS

«A AICEP desempenha um papel muito importante já há vários anos, desde que se começou a dar mais ênfase à diplomacia económica», afirmou o Ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, referindo ainda «a articulação entre a rede económica da AICEP e a rede consular e diplomática».

Estas declarações foram feitas na cerimónia da tomada de posse da nova administração da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP) para o triénio 2017-2019, no Palácio das Necessidades, em Lisboa.

O Ministro realçou «todo o trabalho que a AICEP tem desenvolvido com os Embaixadores em muitas partes do mundo, muito importante para inserir as empresas portuguesas em novos mercados, e nas cadeias de valor internacionais nos mercados onde as empresas portuguesas já estão há muito tempo».

Internacionalização e competitividade

«A internacionalização e a competitividade da economia faz-se no estrangeiro da mesma forma que se faz em Portuga», disse Manuel Caldeira Cabral, sublinhando que «é muito importante trabalhar com as empresas para reforçar a sua capacidade de inovação em áreas como a simplificação e a modernização administrativa, e de forma transversal a todo o Governo».

O objetivo desta estratégia é «facilitar e reduzir os custos de contexto, facilitando a atração de investimento estrangeiro para o País e facilitando a competitividade das empresas estrangeiras que se fixaram em Portugal», acrescentou.

«É muito importante trabalhar na inovação e na competitividade, como estamos a fazer no programa Interface, que reforça, não só a capacidade de inovação e a competitividade das empresas portuguesas, mas também a sua articulação para melhor inserção nas cadeias de valor internacionais», afirmou o Ministro.

Criação de valor para mais emprego

«No Ministério da Economia, em articulação com o Ministério dos Negócios Estrangeiros e com Secretário de Estado da Internacionalização, temos posto a ênfase na criação de valor», afirmou também Manuel Caldeira Cabral.

Cria-se «mais valor através da inovação, melhorando a qualidade dos nossos produtos, e inserindo-os nas cadeias internacionais». «Isto faz-se criando marcas e conseguindo a sua certificação. Por isso é tão importante o programa Interface», disse.

Faz-se também «melhorando os contactos, como a AICEP tem feito, para que as nossas empresas entrem no circuito internacional como fornecedoras principais».

Investimento e exportações

O Ministro disse ainda que «o investimento estrangeiro em Portugal atingiu valores muito bons, com investidores já presentes no território nacional a reforçarem de forma expressiva os seus investimentos, mas também com um conjunto de novos investimentos de média dimensão em setores da indústria transformadora que estão a mudar o perfil das nossas exportações».

«As exportações portuguesas estão a ter um bom período de crescimento» e, «com a aceleração que tiveram no final do ano passado, os dados do início deste ano apontam para um crescimento de 13%», afirmou Manuel Caldeira Cabral.

O Ministro concluiu: «É este trabalho que a administração da AICEP deixa para a nova administração dar mais força». É um trabalho de captação «do investimento estrangeiro que ainda não está, mas que todos os dias mostra interesse e confiança em investir em Portugal» e «que temos de trazer para o País, para criar mais valor e emprego».

Os novos titulares da administração da AICEP foram nomeados no Conselho de Ministros de 9 de março. Luís Filipe de Castro Henriques passará a presidir à Agência, tendo como vogais António Carlos Silva, João Paulo Salazar Dias, Maria Madalena de Sousa Monteiro Oliveira e Silva e Maria Manuel Prado de Matos Aires Serrano.

Na cerimónia estiveram também presentes o Ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, e os Secretários de Estado dos Assuntos Europeus, Margarida Marques, da Internacionalização, Jorge Oliveira, e da Indústria, João Vasconcelos.

 

Foto: Ministo da Economia, Caldeira Cabral, e Ministro dos Negócios Estrangeiros, Santos Silva, na posse da nova adminsitração do AICEP, Lisboa, 17 abril 2017 (Foto: António Cotrim/Lusa)

Tags: internacionalização, exportação, emprego, inovação, empresas, juventude, competitividade, investimento, tecnologia, indústria, diplomacia económica, modernização administrativa, simplex

INTERVENÇÕES

DOCUMENTOS

COMUNICADOS

CONTACTOS

Entrar em contacto