2017-04-21 às 17:21

GOVERNO QUER AUTARQUIAS MAIS INTERVENTIVAS NA GESTÃO DOS PLANOS DE PRAIA

«Apesar dos seus bons resultados, entendemos que o regime de assistência a banhistas e gestão das praias é passível de melhoramentos, designadamente procurando novos parceiros», afirmou o Secretário de Estado da Defesa, Marcos Perestrello, na comemoração dos 125 anos do Instituto de Socorros a Náufragos (ISN), em Oeiras.

O Secretário de Estado acrescentou que «está a ser preparada legislação que promova uma regulação mais adequada do modo de contratação de nadadores salvadores e atribua às autarquias um papel mais relevante no domínio da assistência a banhistas e na gestão dos planos de praia».

Marcos Perestrello referiu ainda que Portugal tem, atualmente, «mais 100 quilómetros de praias vigiadas, com perto de 900 comunidades balneares, e 315 quilómetros de praias não vigiadas, estimando-se em mais de 70 milhões que as frequentam todos os anos».

Funções do ISN

«O ISN assegura, com os concessionários das praias e as associações de nadadores salvadores, o sistema de assistência a banhistas nas praias vigiadas», disse também o Secretário de Estado.

«Assim, são formados, certificados e contratados os nadadores salvadores, disponibilizados os equipamentos necessários e garantido que as nossas praias estão entre as mais seguras do mundo», acrescentou Marcos Perestrello.

E concluiu: «Por outro lado, o ISN assegura o apoio de militares da Marinha, com o patrocínio e em parcerias com entidades e empresas privadas, um dispositivo móvel de assistência a zonas não concessionadas, sem vigilância permanente».

Tags: defesa, administração local, segurança, litoral, praias