Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor
 
2017-04-10 às 19:21

«O PRIMEIRO PASSO PARA A FORMALIZAÇÃO» DO CENTRO DE INVESTIGAÇÃO INTERNACIONAL DOS AÇORES

Mais de 30 delegações internacionais reúnem-se em 20 e 21 de abril na ilha Terceira para «o primeiro passo para a formalização» do Centro de Investigação Internacional dos Açores, conhecido como AIR Center, anunciou o Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor.

«É um diálogo entre Governos, Indústria e Ciência para formalizarmos até ao final do ano o AIR Center», acrescentou, numa declaração à imprensa após uma audiência com o presidente do Governo Regional dos Açores, Vasco Cordeiro, em Ponta Delgada.

O Ministro disse que se trata «de uma reunião singular no contexto internacional. Vamos receber delegações de mais de 30 diferentes países, com cerca de 200 participantes já confirmados».

«O programa integra uma agenda claramente virada para o espaço, para a questão da energia, para os oceanos e para o clima de forma integradora e holística. O que é novo nesta agenda é a forma integradora como nós abordamos as várias questões», sublinhou.

Esta reunião internacional, que junta Governos, indústria e ciência, pode melhor posicionar Portugal e os Açores «no contexto do que hoje são as estratégias que emergem na área da ciência e tecnologia, sobretudo para fazer face aos desafios das mudanças climáticas».

Entre os participantes estarão instituições governamentais da Europa, Brasil, África do Sul, Nigéria, Índia e Estados Unidos, bem como grandes empresas da França, Alemanha, Noruega, Espanha e Portugal, e também empresas do Brasil e dos Estados Unidos da América.

O Presidente do Governo Regional dos Açores, Vasco Cordeiro, afirmou que a reunião permite ao arquipélago reforçar a sua importância no todo nacional e «reforça o contributo que dá para o projeto do País».

«Este processo não existe, nem tem como objetivo final e último apenas a questão relativa ao conhecimento científico, mas também ao potencial que ele encerra como elemento de criação de riqueza e emprego qualificado», disse Vasco Cordeiro, acrescentando que o governo regional «vê com muita expectativa este encontro e o que vai surgir depois».

Tags: ciência, investigação, açores

INTERVENÇÕES

DOCUMENTOS

COMUNICADOS

CONTACTOS

Entrar em contacto