2017-07-27 às 10:34

12 CIDADES SELECIONADAS PARA DESENVOLVER O PROGRAMA LABORATÓRIOS VIVOS PARA A DESCARBONIZAÇÃO

O desenvolvimento do plano de implementação de um Laboratório Vivo para a Descarbonização terá lugar em 12 cidades de Portugal continental - Almada, Seixal, Águeda, Matosinhos, Figueira da Foz, Maia, Évora, Loulé, Mafra, Alenquer, Barcelos e Braga –, de um total de 35 municípios candidatos ao projeto.

Das candidaturas recebidas pelo Fundo Ambiental, três foram excluídas por não cumprirem as regras de elegibilidade. As demais foram avaliadas com base nos critérios da excelência, inovação e impacto.

Fomentar a descarbonização das cidades através de soluções tecnológicas, que aumentem a eficiência e reduzam o consumo de energia, e contribuir para criar cidades inovadoras, sustentáveis e inclusivas, que melhorem a qualidade de vida dos cidadãos, são os dois principais objetivos do programa Laboratórios Vivos para a Descarbonização.

A primeira fase deste aviso do Fundo Ambiental tem uma dotação orçamental de um milhão de euros, a dividir pelas 12 candidaturas, que irão receber o montante fixo de 80 mil euros cada.

Na segunda fase do concurso, prevista para 2018, o apoio do Fundo Ambiental será de 3 milhões de euros, verba que servirá para a implementação dos planos dos Laboratórios Vivos para a Descarbonização.

O Fundo Ambiental disponibiliza no seu site o relatório preliminar com as 12 candidaturas selecionadas.  

Tags: ambiente, inovação, tecnologia, eficiência energética, sustentabilidade

INTERVENÇÕES

  Ver todos 

DOCUMENTOS

COMUNICADOS

CONTACTOS

Entrar em contacto