2017-04-17 às 18:36

NOVA EMPRESA MULTIMUNICIPAL DE SANEAMENTO DE ÁGUAS RESIDUAIS DA PENÍNSULA DE SETÚBAL

O Ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, presidiu à assinatura do contrato de concessão da nova empresa multimunicipal de saneamento de águas residuais da Península de Setúbal (Simarsul).

A assinatura deste contrato de concessão é mais um passo para a reorganização dos sistemas de distribuição de água em alta na região da Grande Lisboa, revertendo as agregações realizadas pelo XIX Governo, à revelia da vontade das autarquias envolvidas.

O Ministro afirmou que «no fundo, é recriar os sistemas multimunicipais como eles foram pensados de início, com uma cultura de território, onde deve existir uma parceria entre o Governo, através das Águas de Portugal, e os municípios», numa declaração à Lusa.

A recriação deste novo sistema foi aprovada em assembleia geral da Águas de Lisboa e Vale do Tejo, realizada a 13 de abril. A decisão foi tomada pela totalidade dos votos expressos.

Sociedade anónima de capitais exclusivamente públicos, a Simarsul tem como acionistas a Águas de Portugal, em representação do Estado português, e os municípios de Alcochete, Barreiro, Moita, Montijo, Palmela, Seixal, Sesimbra e Setúbal.

O sistema multimunicipal de saneamento da Península de Setúbal está dimensionado para tratar os efluentes produzidos por mais de 500 mil habitantes, no ano horizonte do projeto (2046).

Tags: saneamento, ambiente

INTERVENÇÕES

DOCUMENTOS

COMUNICADOS

CONTACTOS

Entrar em contacto