Ambiente, 11 janeiro 2017
 
2017-01-11 às 15:06

«É IMPOSSÍVEL HAVER UMA POLÍTICA AMBIENTAL BEM-SUCEDIDA SE NÃO NASCER DE UMA MAIOR CIDADANIA»

«Contamos com a presença de todos para melhor podermos desenhar a Estratégia Nacional de Educação Ambiental (ENEA)», afirmou o Ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, acrescentando que «é o dia para discutir ideias».

Estas declarações foram feitas no Porto, onde decorreu a 1.ª de cinco sessões para apresentar o tema pelo País, permitindo a participação dos cidadãos e instituições.

O Ministro sublinhou que «é impossível haver uma política ambiental bem-sucedida se não for partilhada por todos e se não nascer de uma muito maior cidadania».

Destinatários do debate

«Parece-nos evidente que, havendo tantos atores no terreno, seria um erro que fosse o Governo a dizer: ‘É assim’. Por isso dizemos ao que vimos, querendo discutir a Estratégia com cinco públicos diferentes», disse ainda João Pedro Matos Fernandes.

O primeiro encontro destinou-se a autarquias e instituições com responsabilidades de educação ambiental, como a Fundação de Serralves (no Porto) e o Oceanário de Lisboa. A próxima sessão decorrerá em Coimbra, sendo destinada a empresas.

Seguir-se-ão encontros em Lisboa, Algarve e Alentejo, destinadas a escolas, espaços protegidos e organizações não-governamentais ligadas ao ambiente, respetivamente.

Entre março e abril está previsto um período de consulta pública da proposta, sendo que a aprovação final da ENEA acontecerá em junho.

 

Foto: Ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, na apresentação da Estratégia Nacional de Educação Ambiental, Porto, 11 janeiro 2017 (Foto: Estela Silva/Lusa)

Tags: ambiente, educação, cidadania

INTERVENÇÕES

DOCUMENTOS

COMUNICADOS

CONTACTOS

Entrar em contacto